• Português
  • English
  • Español
  • Alemão
  • Chinês

Revisão do Código de Obras prevê hidrômetros individuais

Revista Qual Imóvel
13/05/2016

Para proporcionar uma maior economia no consumo de água, a Prefeitura de São Paulo quer determinar que hidrômetros individuais sejam instalados em cada unidade dos novos edifícios residenciais e comerciais na cidade. A medida faz parte da revisão do Código de Obras realizado pelo Governo Municipal.

As mudanças precisam de aprovação na Câmara Municipal. Especialistas acreditam que a novidade irá impactar diretamente nos donos dos imóveis, que terão mais controle sobre os gastos com a água e como economizá-la de forma mais consciente.

“A obrigatoriedade destes hidrômetros individuais vai ao encontro do conceito de sustentabilidade e de conscientização proposto pela nova Lei de Zoneamento de São Paulo. Caso seja deliberada a adequação do novo formato de medição do consumo para empreendimentos já em fase de construção, o valor dos custos de adaptação deve ser repassado aos moradores nas taxas condominiais”, comenta Leandro Mello, especialista em Direito Imobiliário do Braga Nascimento e Zilio Advogados Associados.

Se a revisão do Código de Obras for aprovada, as incorporadoras deverão se adaptar às medidas. “A obrigatoriedade do hidrômetro individual também afetará todos os prédios que serão construídos a partir da aprovação das novas medidas, pois é possível que para a obtenção do habite-se, após a conclusão da obra, a Prefeitura exija tal ajuste nos hidrômetros”, conclui Mello.

Fonte: Qual Imóvel